Fenasps participa de reunião com presidente do INSS
Representantes da federação enfatizaram que é imprescindível que o INSS responda à pauta de reivindicações
 29 de Janeiro de 2018 às 18:00
  • Compartilhe

A reunião foi agendada pelo presidente do INSS com a finalidade de apresentação de resposta às reivindicações e pautas já apresentadas e discutidas anteriormente. Na abertura da reunião, o presidente do INSS informou que daria resposta aos itens pontuados anteriormente e em seguida passou a palavra ao Diretor de Atendimento que iniciou pela exposição do compliance (Conformidade das medidas de controle interno preventivas e corretivas), dando ênfase nas medidas e projetos da gestão que visam otimizar a prevenção de fraudes e erros administrativos e dar mais segurança no reconhecimento de direitos. Segundo o mesmo, com a implementação das novas tecnologias, automatização de benefícios, sistemas mais rígidos de controle, batimento de dados e Acordos de Cooperação, o papel do servidor passaria a ser de “Analista de despesas” e não mais de Gerador de despesas como ocorre hoje.

O diretor de Atendimento enfatizou ainda que o INSS atende mensalmente a um milhão de pessoas em todo o país, e após as análises dos requerimentos de benefícios, 40% são indeferidos, gerando uma economia anual do governo de aproximadamente R$ 500 bilhões. Informou ainda que o INSS é órgão que mais exonerou por envolvimentos em fraudes, reafirmando que a automatização de processos e ações corretivas vai reduzir a incidência de erros e fraudes. Por fim, o diretor anunciou que o INSS fará material de multimídia para explicar aos servidores as alterações que serão implementadas até junho deste ano.

Na sequência, a palavra foi dada ao diretor de Gestão de Pessoas (DGP), que apresentou o plano de capacitação para o ano de 2018, que tem como objetivo principal a capacitação de aproximadamente 2.500 servidores na área de Reconhecimento de Direitos, sendo 50% deste percentual destinado a inclusão daqueles que não trabalham na linha de concessão, representando um percentual de aumento de 25% no atual número de concessores. Os outros 50% restantes serão inclusos em programas de reciclagem/aperfeiçoamento para aqueles que já atuam na área de concessão. Disse ainda que esta é: “a primeira vez que os servidores da ponta serão treinados nas APS”, e que a demanda espontânea vem sendo reduzida nas unidades.

Os representantes da FENASPS contestaram estes dados e reafirmaram que a demanda espontânea aumentou consideravelmente por vários fatores, sendo o principal a campanha do governo defendendo a reforma na Previdência Social. Toda essa propaganda fez com que os segurados entrassem em desespero com medo de perder seus direitos.

Diante da complexidade das novas propostas em curso, a Fenasps propôs realizar no curto prazo uma reunião especifica para tratar destes programas, reiterando a necessidade de o presidente do INSS responder à pauta de reinvindicações já discutidas anteriormente em especial no que tange ao cumprimento do Acordo de Greve 2015: Plano de Carreira, Campanha Salarial, terceirizações e REAT.

Os representantes da federação enfatizaram que é imprescindível que o INSS responda à pauta de reivindicações, bem como cumpra o Acordo de Greve, considerando que várias questões que ainda não foram respondidas nem os devidos encaminhamentos foram dados.

  • Compartilhe
Carregando
Aguarde, carregando...