Fenasps orienta pressão aos parlamentares contra o fim da aposentadoria
Federação orienta todos os servidores de sua base para enviarem e-mails
 12 de Janeiro de 2018 às 10:15
  • Compartilhe

2018 já chegou e é hora de os trabalhadores pressionarem ainda mais os deputados e senadores contra a votação da Reforma da Previdência. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) n° 287/2016 é o principal ponto da pauta imposta pelo presidente ilegítimo Michel Temer e o governo vai fazer de tudo para conseguir sua aprovação.

A votação da PEC 287/16, de acordo com calendário estabelecido pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), no final do ano passado, deve ser colocada em votação já em fevereiro próximo, e enfrenta forte resistência dos movimentos sociais e dos próprios parlamentares, que temem pela repercussão negativa que a aprovação de uma reforma tão impopular pode causar nas eleições de 2018.

Porém, Temer já apresentou uma versão abrandada do projeto, e tenta mobilizar sua base aliada para garantir a aprovação da reforma na Câmara, nos dois turnos, ainda em 2017. Para realizar tal manobra, o Governo Federal deve desembolsar a “fatura extra” de pelo menos R$ 14,5 bilhões em emendas em troca dos votos dos parlamentares.

É preciso fortalecer e unir forças para barrar o ataque contra o direito social à Previdência! O recuo do Executivo é elemento importante que demonstra que ele pode ser derrotado.

Por isso, a Fenasps orienta todos os servidores de sua base para enviarem e-mails aos parlamentares (deputados e senadores) de seus estados, cobrando o voto de cada um deles contra este nefasto projeto.

Com informações, Fenasps

  • Compartilhe
Carregando
Aguarde, carregando...